Mensagens ruins, grandes confusões

falha de comunicação interna

Algum tempo atrás, a comunicação era muito lenta e as pessoas eram mais inacessíveis. Sem e-mails ou celulares, só podíamos enviar cartas, faxes ou deixar recados com secretárias. Logo, toda comunicação precisava ser assertiva, completa e funcional. Ambiguidade e falta de clareza poderiam atrasar seriamente as coisas.

No entanto, a hiperconectividade da Internet reduziu drasticamente as consequências negativas de uma comunicação malfeita. Hoje, se algo é mal comunicado e mal compreendido, pode ser esclarecido com uma mensagem no WhatsApp ou Skype, por exemplo. Consequentemente, paramos de nos preocupar com a qualidade e a assertividade da nossa comunicação. A hiperconectividade deixou todos mais acessíveis e aumentou a quantidade de mensagens com as quais temos de lidar. Boa parte dos e-mails que enviamos e recebemos todos os dias são dúvidas simples que poderiam ser evitadas.

Junte comunicação de baixa qualidade à hiperconectividade e você terá um solo fértil para confusão, interrupções desnecessárias e baixa produtividade. Algumas empresas apostam em ambientes abertos para facilitar comunicação, mas acabam aumentando ainda mais o efeito da hiperconectividade.

Para construir uma equipe de alta performance é necessário fazer o caminho de volta, reduzindo a hiperconectividade, restringindo os meios de comunicação e definindo momentos de disponibilidade da equipe. Em um primeiro momento, a performance diminui, mas em poucas semanas todos se adequam à nova dinâmica de trabalho. Desse modo, treinamos as pessoas a serem mais assertivas e respeitosas em relação ao tempo do outro.

Às vezes, as facilidades não nos deixam mais eficazes, mas apenas mais acomodados.

Publicado por

Daniel R. Bastreghi

O que nos move? Como fazer valer nossos esforços? Como aproveitar o tempo que nos é dado?Na esperança de um dia encontrar respostas convincentes para essas perguntas, eu, Daniel, passeio pelo mundo do marketing, empreendedorismo, psicologia, autoconhecimento e filosofia.Compartilhe suas percepções e ajude a construir o conhecimento.

Deixe uma resposta