O chefe está nu

Você conhece o conto “A roupa nova do rei”? Escrito por Hans Christian Andersen, ele foi publicado em 1837, mas continua bastante atual, principalmente no mundo empresarial.

Roupa Nova do Rei

No conto, um bandido se passa por alfaiate e diz ao rei que pode criar uma roupa muito bela e sofisticada, mas que só as pessoas inteligentes poderiam vê-la. O rei, cheio de vaidade, ordena a confecção. O bandido recebeu linhas de ouro, seda e outros materiais exóticos, demandados por ele para a produção da roupa. Fingia tecer fios invisíveis e as pessoas diziam ver o tecido, com medo de parecerem burras.

Um dia, o rei se cansou de esperar e ordenou que a nova roupa fosse apresentada. Então… Veja o que aconteceu nesse pequeno trecho de um episódio de Chapolin Colorado:

Orgulhoso de sua nova roupa, o rei organizou um grande desfile, para que o povo pudesse admirá-lo. No início, todos olharam calados, pois sabiam que só os inteligentes poderiam ver a roupa. Até que uma criança inocente quebrou o silêncio e exclamou: “O rei está nu!”. Frente a sinceridade e autenticidade, os súditos finalmente tiveram a coragem de reconhecer que sim, o rei estava nu! Todos caíram na gargalhada.

Esse conto ilustra algo muito frequente. Gerentes, diretores e presidentes orgulhosos e vaidosos, que não gostam de ouvir críticas, andam “nus” o tempo todo, ostentando péssimos planos, enquanto seus subordinados estão temerosos em dizer o óbvio. Portanto, cuidado! Você pode estar nu. Cerque-se de pessoas sinceras e corajosas e esteja sempre aberto às críticas.

Publicado por

Daniel R. Bastreghi

O que nos move? Como fazer valer nossos esforços? Como aproveitar o tempo que nos é dado? Na esperança de um dia encontrar respostas convincentes para essas perguntas, eu, Daniel, passeio pelo mundo do marketing, empreendedorismo, psicologia, autoconhecimento e filosofia. Compartilhe suas percepções e ajude a construir o conhecimento.

Deixe uma resposta