Como contratar um Designer

C

Antes de contratar um designer para desenhar seu novo website, atualizar sua logo ou mesmo seu cartão de visitas, você precisa ser bastante sincero consigo mesmo e definir que tipo de abordagem é a melhor para o seu projeto.

Para facilitar, listamos 4 bastante comuns:

1. Sei exatamente o que eu quero

Se você tem uma visão bastante clara do que você quer, reúna todos os elementos: cores, fontes, exemplos e rascunhos. Seja muito específico. Quanto mais preciso você for, mais simples, rápido e assertivo será o resultado.

2. Não sei exatamente o que quero, mas sei com o quê se parece

Faça uma coletânea de exemplos, do seu ou de outros segmentos. Não diga ao designer exatamente o que ele deve fazer, mas mostre com o que ele se parece. Nesse caso, originalidade não é a prioridade do projeto, mas eficácia sim.

3. Não sei o que quero, mas busco um conceito

Nesse caso, defina claramente o conceito a ser comunicado. Deseja que sua marca comunique solidez? Inovação? Tradição? Talvez felicidade? Deixe isso claro para seu designer e depois afaste-se e dê liberdade para que ele crie.

4. Não sei o que quero, mas saberei quando ver

Bem… que tal economizar tempo e dinheiro? Nesse caso é melhor nem começar o projeto, a não ser que você tenha muita paciência e esteja disposto a gastar muitas horas suas e do seu designer para descobrir os meandros da sua imaginação. Trabalhos que exigem leitura de mentes geralmente resultam em grandes problemas.

Redigido com base no post de Seth Godin: http://sethgodin.typepad.com/seths_blog/2018/01/working-with-a-designer-four-paths.html

About the author

Daniel R. Bastreghi

O que nos move? Como fazer valer nossos esforços? Como aproveitar o tempo que nos é dado? Na esperança de um dia encontrar respostas convincentes para essas perguntas, eu, Daniel, passeio pelo mundo do marketing, empreendedorismo, psicologia, autoconhecimento e filosofia. Compartilhe suas percepções e ajude a construir o conhecimento.

Add comment

Artigos