Modelagem de Negócios e Inovação

“Na última década, tantas foram as mudanças promovidas pelos profissionais de marketing para engajar clientes que praticamente não se reconhece mais o marketing. Considerando a tecnologia de informação como uma provável exceção, não podemos imaginar outra área que tenha evoluído tão rapidamente.”

Harvard Business Review – Julho/2014

Modelo de negócio é a forma como uma empresa cria valor para seus clientes, funcionários, acionistas e fornecedores. Com o avanço de novas tecnologias, surgem muitas oportunidades de inovação e novos modelos de negócios são criados. No entanto, boas ideias nem sempre surgem de maneira espontânea. Cientes da necessidade de inovar, bons administradores investem na pesquisa, investigação e discussão de tendências.

Inovar e se reinventar são necessidades básicas para a sobrevivência das empresas. Teorias recentes de estratégia empresarial recomendam que a inovação seja um elemento central das diretrizes organizacionais. Grandes empresas estabelecem prazos e ciclos para o lançamento de novos produtos com tecnologia disruptiva. Em mercados de alta competitividade, a busca contínua por novos modelos de negócios é a única maneira de proteger a lucratividade.

Como dito anteriormente, boas ideias nem sempre surgem de maneira espontânea. Por isso, nos últimos anos surgiram diversas ferramentas e métodos para fomentar a inovação. O Business Model Canvas está entre as mais populares. O design thinking e a matriz do oceano azul são igualmente úteis. A adoção dos métodos e ferramentas deve levar em consideração a empresa, seus objetivos e sua equipe. De modo geral, por se tratar de um processo criativo, é importante que haja o envolvimento de pessoas comprometidas e criativas, dispostas a lidar com o desconhecido e com o risco. Também é vital que a liderança estimule uma cultura de inovação, onde mesmo os erros são bem vistos. Se os envolvidos tiverem medo de errar, as ideias serão limitadas pelas suas zonas de conforto. No entanto, inovar requer justamente questionar e transcender os limites.

Tratando-se de um processo criativo, seu resultado é variável. Contudo, um consultor/facilitador pode estimular os participantes, extraindo o melhor de cada um. A visão neutra e externa agrega informações e percepções que tiram todos da acomodação. Como resultado do processo, tem-se uma proposta de modelo de negócios. Esta proposta, se creditada pelos superiores, deve ser submetida à uma análise detalhada e uma organização de atividades, por meio de um planejamento de negócios.