Perguntas que um micro empreendedor deve fazer antes de abrir um negócio

Além dos tópicos abordados em plano de negócios padrão, existem várias questões importantes que geralmente são esquecidas ou analisadas precariamente, mas merecem sua atenção. Abaixo, estão algumas delas:

1. Considerando que seu negócio prospere, quando estiver sobrecarregado, a margem de lucro permitirá contratar mais pessoas ou você apenas pensa em dar 150% de si?

Por que isso é importante?
Ninguém consegue dar 150% de si o tempo todo. Quem trabalha acima do limite, erra no trabalho e/ou na família. Além disso, o dono do negócio também merece tirar férias, descansar nos feriados e se recuperar de uma eventual gripe, sem ter seu rendimento comprometido. Planeje seu negócio de modo que funcione sem você. Para isso, o aumento de vendas e faturamento deve ser planejado, para permitir que a margem de lucro comporte a contratação de pessoal, diminuindo gradativamente sua carga de trabalho, gerando especialização em cada tarefa. Se o lucro for tão magro ao ponto de não permitir contratações, repense sua política de preços e estratégias de vendas. Muitos negócios lucrativos são descontinuados por se tornarem verdadeiras prisões para seus fundadores.

2. Será que seu sistema de trabalho é inovador demais?

Por que isso é importante?
Talvez você tenha criado um sistema de trabalho novo, criativo, muito elaborado, onde cada colaborador ou fornecedor interagirá com sua empresa de uma forma não usual para o mercado, trazendo vantagens para sua empresa. Cuidado! Os mercados se adaptam de uma determinada forma e atingem certo equilíbrio. Se você foge deste padrão sem conhecer muito bem o mercado, poderá gerar uma matemática que não fecha.
Por exemplo, suponha que você preveja dificuldades para encontrar e reter um determinado profissional. Então, logo de início você decide pagar um salário 15% maior que a média para a função. Com o tempo, perceberá que sua folha de pagamento está pesada, resultando em uma margem pequena se comparada àquele concorrente que remunera seus funcionários dentro da média. Seu concorrente encontrou um equilíbrio, você desequilibrou seu negócio.
Em outro exemplo, imagine que você decida pagar seu fornecedor ou parceiro comercial em um padrão diferente, deixando-o em uma situação desconfortável no prazo, no preço ou na produção. É provável que te abandone em algum momento, dando preferência para outros clientes. Portanto, caso não conheça a fundo o mercado no qual está entrando, siga os padrões e faça inovações gradativamente.

3. As possibilidades de crescimento são compatíveis com suas expectativas?

Por que isso é importante?
O empreendedor é movido pelo desejo de sucesso, mas este conceito é individual. O sucesso significa coisas diferentes para cada pessoa. Portanto, certifique-se de que existam empresas no segmento escolhido no patamar que se busca atingir. Alguns segmentos são marcados pela presença quase que exclusiva de micro e pequenas empresas. Isso mostra que talvez haja um equilíbrio financeiro entre custos, lucros, demanda e preços que inviabilize o crescimento. Geralmente são empreendimentos lucrativos, somente porque o dono do negócio compõe o quadro de funcionários. Em resumo, se você sonha em faturar 1 milhão, não abra uma pastelaria. Ela muito provavelmente não crescerá a este ponto, por mais requintada que ela seja. Certifique-se de que já existam no seu segmento empresas do tamanho dos seus sonhos. Pioneirismo costuma custar caro.

4. O segmento tem perspectivas de crescimento para os próximos 10 anos? E depois deste período, ele continuará crescendo, deve se estabilizar ou tenderá ao declínio, pois se trata de uma onda passageira?

Por que isso é importante?
Abrir um negócio em uma área em crescimento é obviamente mais fácil do que disputar clientes de um segmento estabilizado. Mantenha distância de mercados em retração.
Caso se trate de uma demanda passageira, um modismo, talvez você deva analisar cautelosamente se o investimento valerá à pena. Isso porque talvez não haja tempo suficiente para o retorno ou o amadurecimento do negócio. Demandas passageiras geralmente são oportunidades para negócios já estruturados.

5. Os serviços a serem oferecidos são altamente especializados? Se sim, seria possível criar um sistema de trabalho que garantisse uma qualidade satisfatória, compatível com as exigências do público-alvo, independente do nível do profissional que o executa?

Por que isso é importante?
Serviços altamente especializados demandam mão de obra cara e escassa, além de exigirem uma maior participação e monitoramento do empreendedor, principalmente nas micro e pequenas empresas. O foco do empreendedor deve estar nas oportunidades de negócios, na criação de um sistema de trabalho eficiente e na seleção e retenção de talentos, não no micro gerenciamento. Se seus serviços não podem ser facilmente delegados sem manter uma qualidade satisfatória, talvez seja necessário prever políticas de seleção e treinamento completas e rígidas, o que aumenta os custos. Se os custos forem altos demais para você, mude de idéia. Caso contrário, você correrá o risco de virar refém de seu funcionário.

6. Como e quando você sairá do negócio?

Por que isso é importante?
Depois de iniciar seu negócio, é provável que em alguns anos surjam novas oportunidades, talvez em outras áreas. Talvez você queira abrir outro negócio, talvez queira mudar de cidade ou de estilo de vida. Sua empresa compõe seu patrimônio e se bem organizada poderá valer uma quantia razoável. Seu negócio poderá ser vendido? Para quem? Quanto valerá? Que ações você pode tomar desde o início para aumentar o valor de sua empresa? Responda a essas perguntas em seu planejamento.

7. Você está pronto para liderar uma equipe?

Por que isso é importante?
Talvez você seja um excelente profissional de sua área. Talvez você cozinhe, conserte, decore, construa, programe, traduza, costure, pinte ou ensine como ninguém. Isso faz de você um excelente funcionário, mas não um chefe ou líder. As habilidades de liderança são muito diferentes dessas e seu desenvolvimento exige tempo e experiência. Se você não estiver pronto para liderar, talvez deva adiar seus planos ou prever a contratação de um bom administrador.

Caso você tenha uma pergunta a adicionar, adicione através do comentários.

Publicado por

Daniel R. Bastreghi

O que nos move? Como fazer valer nossos esforços? Como aproveitar o tempo que nos é dado?Na esperança de um dia encontrar respostas convincentes para essas perguntas, eu, Daniel, passeio pelo mundo do marketing, empreendedorismo, psicologia, autoconhecimento e filosofia.Compartilhe suas percepções e ajude a construir o conhecimento.

Deixe uma resposta