Não seja um marketeiro populista

marketeiro-populista

Governos populistas tem uma trajetória conhecida. Na fase inicial, injetam recursos por meio de programas sociais, incentivos fiscais e grandes obras. O mercado se aquece, surgem empregos e empresas. As famílias assumem dívidas. Há grande otimismo e uma rápida melhora dos indicadores econômicos.

Algum tempo depois a conta chega. O rápido aumento da demanda gera inflação. Para contê-la, o governo precisa fazer o caminho inverso, mas sofre pressões sociais. O poder de compra cai, as famílias tornam-se inadimplentes. Os juros sobem, o consumo despenca. As empresas demitem e fecham. Nesse momento, o governo precisa investir, mas não pode. A arrecadação está caindo e as contas públicas estão no limite. Há uma rápida piora dos indicadores econômicos.

“Marketeiros populistas” tem uma trajetória conhecida. Na fase inicial, eles criam grandes promoções. Aumentam a frequência do e-mail marketing, telemarketing, SMS marketing, posts patrocinados nas mídias sociais. Pressionam sua equipe, elevam as metas. Há grande otimismo e uma rápida melhora dos indicadores.

Algum tempo depois a conta chega. A diretor financeiro adverte que descontos não são lucrativos. Os clientes percebem que as promoções não são tão vantajosas. Bloqueiam o e-mail marketing, o telemarketing, o SMS, o post e instalam bloqueadores de propaganda nos navegadores (leia sobre Over Marketing). Os vendedores apelam para todo tipo de artimanhas para atingir as metas. O marketeiro populista destruiu um dos principais ativos: a permissão dada pelo público para se comunicar (leia O que os bons profissionais de marketing sabem sobre SPAM). A empresa precisa recuperar a credibilidade da marca, mas como fazê-lo se ninguém está ouvindo?

Populistas não se importam com a continuidade das organizações. Eles buscam resultados de curto prazo e pulam fora quando a conta chega.

Publicado por

Daniel R. Bastreghi

O que nos move? Como fazer valer nossos esforços? Como aproveitar o tempo que nos é dado?Na esperança de um dia encontrar respostas convincentes para essas perguntas, eu, Daniel, passeio pelo mundo do marketing, empreendedorismo, psicologia, autoconhecimento e filosofia.Compartilhe suas percepções e ajude a construir o conhecimento.

Um comentário sobre “Não seja um marketeiro populista”

  1. Olá Daniel. Parabéns pelo artigo. Durante muitos anos cai na lábia de profissionais de marketing que buscavam somente resultados de curto prazo. Mas esses resultados não foram sustentáveis. Enquanto isso, alguns concorrentes criaram diferenciais e cresceram. Mais uma vez, parabéns pelo artigo.

Deixe uma resposta